Semente tranformando ideias em projetos

O que é preciso para que uma boa ideia, para promover a defesa do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável, se torne realidade?

Felipe Cabral, Supervisor de Projetos do Projeto Semente pelo Centro Mineiro de Alianças Intersetoriais – CeMais, afirma que o sucesso de uma ideia pode ser alcançado se for transformada em um bom projeto, com o planejamento adequado, contribuindo de maneira efetiva para a resolução ou redução de um problema socioambiental existente. Segundo ele, muitas vezes, por falta de experiência ou conhecimento, boas ideias ficam guardadas e não se tornam projetos e, assim, não recebem os recursos necessários para que se transformem em realidade. Outro ponto que o profissional destaca é que projetos que falham na clareza e objetividade têm dificuldade de captação de recursos, o que inviabiliza a execução.

Diante deste cenário que é a realidade de muitas boas iniciativas socioambientais, nasceu, em julho de 2015, a Plataforma Semente – Transformando Ideias em Projetos. Desenvolvida pelo Núcleo de Resolução de Conflitos Ambientais – Nucam, em parceria com o CeMAIS, a ferramenta destina-se a subsidiar o Ministério Público do Estado de Minas Gerais – MPMG, na seleção de projetos socioambientais apresentados por organizações dos três setores: governos, empresas e sociedade civil organizada. Diferente dos programas de seleção por editais para captação de recursos, na plataforma Semente, todas as propostas têm espaço, pois não há eliminação de projetos. Eles são analisados por uma equipe multidisciplinar do CeMais que, percebendo inconsistência, retorna o projeto para que o proponente possa adequá-lo até que se torne apto a compor o banco de projetos. A plataforma funciona como uma vitrine de projetos para serem avaliados por promotores de Justiça do Meio Ambiente de Minas Gerais para receberem recursos oriundos de compensações ambientais.

Resultados
No dia 9 de março foi selecionado mais um projeto por meio da plataforma Semente. Cãominhando pela Conscientização tem o objetivo de promover a conscientização sobre a posse responsável, situação de abandono e maus tratos de animais domésticos. Os recursos necessários para execução do projeto vieram de medidas compensatórias aplicadas no município de Nova Lima, destinados pela Promotora de Justiça Andressa de Oliveira Lanchotti.

“Já havia um Inquérito Civil em curso na Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente de Nova Lima que tratava exatamente da implementação de políticas públicas para o controle da população animal nas ruas. Identificamos que a conscientização da população era o melhor caminho para lidarmos dr-01-2016com a questão e a proposta da Associação está em sintonia com o que estávamos buscando. O fato de o projeto ter sido cadastrado na Semente confere ao Promotor de Justiça mais segurança para a destinação de recursos, uma vez que a equipe da plataforma fará um acompanhamento detalhado da execução dos projetos selecionados. Especialmente em casos de iniciativas com atividades continuadas, essa gestão é um importante diferencial com que o Ministério Público passa a contar.”
Andressa de Oliveira Lanchotti, Promotora de Justiça


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑