Fomento à cultura em Belo Horizonte

Com o apoio da Associação Movimenta Brasil e patrocínio do Instituto Unimed-BH, por meio da lei de incentivo à cultura de BH, o grupo Sarandeiros e o músico Chico Lobo reapresentam “Gerais de Minas”. Um espetáculo que retrata a mineiridade do povo das alterosas por meio das expressões tradicionais nas danças e músicas.

O espetáculo foi inspirado na obra de Guimarães Rosa e fruto de uma extensa pesquisa de três anos pelas festas mineiras. Das festas de Reis espalhadas pelo estado, surgem as danças que têm relação com as Folias de Reis – o Pastoril, o Calango, o Carneiro, o Catira e o Batuque de Viola. Da região do Jequitinhonha buscou-se inspiração para a criação coreográfica da Dança das Lavadeiras, homenageando o canto dessa figura folclórica existente nas margens dos rios do vale, no Norte do Estado. Finalizando, danças das Festas de Congado existentes por toda a Gerais, representadas por diferentes guardas tradicionais como o Congo, Catopés, Caboclos, Caiapós, Marujos e Moçambique. Para a criação da trilha sonora do espetáculo, o Sarandeiros contou com a participação do violeiro Chico Lobo, um dos mais expoentes artistas mineiros e um dos maiores propagadores da cultura do nosso estado.

O espetáculo estreou em 2005 e ganhou vários prêmios pelo estado e no Brasil, sendo agraciado também como a melhor pesquisa acadêmica extensionista do Brasil, na área da cultura. E, após cinco anos sem se apresentar, o “Gerais de Minas” volta aos palcos de Belo Horizonte, nos dias oito e nove de setembro, no teatro Bradesco. Para o diretor do grupo, Gustavo Côrtes, o “trabalho valoriza de forma poética e interativa a existência de uma cultura mineira tradicional e atual, com cenários e figurinos exuberantes que expressam toda a riqueza do estado”.

Mais informações pelo telefone (31) 3567-6552.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top ↑